Siga-nos no Facebook

  • w-facebook

Copyright ©: Los autores

                            Reconocimiento – NoComercial – SinObraDerivada (by-nc-nd)

Este documento está sujeto a una licencia de uso Creative Commons 

Atlas de Anatomia Veterinária

Introdução

Os Atlas que apresentamos nesta página web incluem várias coleções de imagens, sequenciadas e comentadas, que consideramos representativas da anatomia de diversos aparelhos e sistemas que formam o organismo animal. Escolheu-se o cão como modelo por ser uma espécie de grande interesse na prática veterinária. No entanto, quando possível, levou-se em consideração imagens de outras espécies.

A ideia de elaborar estes materiais educativos surgiu da necessidade de desenvolver métodos de ensino alternativos e disponibilizar ao estudante uma ferramenta de aprendizado e de suporte digital, capaz de ser consultado "on line". Recomendamos que os Atlas de Anatomia sejam utilizados como reforço das aulas presenciais e que sirvam também de ajuda no processo de ensino e aprendizagem, facilitando o aprendizado não presencial, autônomo e ativo, e aumentando, portanto, o protagonismo do aluno em seu próprio processo de formação.

Entre os objetivos que o estudante pode alcançar por meio da utilização dos Atlas destacamos:

  • Conhecer os músculos das diferentes regiões corporais;

  • Identificar e diferenciar os ossos das diversas espécies domésticas;

  • Identificar e explicar a distribuição dos vasos sanguíneos do organismo;

  • Identificar e explicar a distribuição dos elementos que formam o sistema nervoso periférico;

  • Compreender a organização tridimensional do organismo.

A terminologia utilizada segue, em geral, as propostas da obra "Nomenclatura anatómica veterinaria ilustrada" (1996). Também considerou-se as versões mais recentes da obra “Illustrated Veterinary Anatomical Nomenclature” (2012), que preconiza as modificações incluídas na 5ª edição da Nomina Anatomica Veterinaria (2005).

As dissecações apresentadas nas imagens dos Atlas foram realizadas em cadáveres fixados em solução de formaldeído a 4%. Nenhum animal foi eutanasiado com a finalidade de ser utilizado no desenvolvimento deste trabalho.

A colaboração entre os membros da Unidade de Anatomia Animal da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha, e da Área de Morfofisiologia do Instituto da Saúde e Produção Animal (ISPA/UFRA), Belém, Pará, Brasil, permitiu desenvolver a versão brasileira dos Atlas de Anatomia veterinária elaborados na UAB. Ambas versões, em castelhano e em português, estão disponíveis nesta página da web.

Os autores agradecem o apoio financeiro outorgado pela Universidade Autônoma de Barcelona (Ajuda para projetos de inovação docente 2003, 2016) e a Generalitat de Catalunya (Ajuda MQD para financiamento de projetos para a melhoria da qualidade docente em Universidades da Catalúnia 2004MQD00049, 2006MQD00094, 2009MQD00033).