Atlas de Anatomia Veterinária

Atlas de Anatomía Veterinaria

Músculos da língua

Índice de imagens

Os músculos da língua são os responsáveis pelo seu movimento (Figura 1.19). Classificam-se, de acordo com sua disposição, em extrínsecos e intrínsecos. Os músculos extrínsecos são o estiloglosso, hioglosso e genioglosso. O músculo intrínseco recebe também o nome de músculo próprio da língua. Compartilham a origem embrionária, já que são todos derivados dos primeiros somitos occipitais. Todos são inervados pelo nervo hipoglosso.

M. estiloglosso (Figuras 1.19, 1.201.22
Origina-se no osso estilohioide e se insere ao longo da língua.
Função: Move a língua caudalmente.
Inervação: Nervo hipoglosso.

M. hioglosso (Figuras 1.19, 1.20
Origina-se no basihioide e no tirohioide. Insere-se nos terços caudais da língua.
Função: Move a língua caudalmente e a deprime.
Inervação: Nervo hipoglosso.

M. genioglosso (Figuras 1.19, 1.20, 1.21)
Origina-se na face medial da mandíbula, com a sínfise mandibular. Em seguida se alarga em leque para finalizar, se inserindo ao longo de quase toda a língua.
Função: Devido a amplitude de sua inserção a função é bastante variada. Move a língua rostralmente e a deprime.
Inervação: Nervo hipoglosso.
 
M. próprio da língua (Figuras 1.21, 1.22, 2.44)
É formado por fascículos que, de acordo com a direção que suas fibras tomam, se denominam longitudinais, transversais e perpendiculares. Para visualizar o músculo, é necessário recorrer a secções longitudinais e transversais da cabeça.
Função: Encurta a língua e faz com que ela se torne rígida.
Inervação: Nervo hipoglosso.

Músculos da língua

M. estiloglosso (Fig. 1.19, 1.20)

M. hioglosso (Fig. 1.19, 1.20)

M. genioglosso (Fig. 1.19, 1.20, 1.21)

M. próprio da língua (Fig. 1.21, 1.22, 2.44)

Copyright ©: Los autores

                            Reconocimiento – NoComercial – SinObraDerivada (by-nc-nd)

Este documento está sujeto a una licencia de uso Creative Commons 

  • w-facebook

Siga-nos no Facebook