Siga-nos no Facebook

  • w-facebook

Copyright ©: Los autores

                            Reconocimiento – NoComercial – SinObraDerivada (by-nc-nd)

Este documento está sujeto a una licencia de uso Creative Commons 

Atlas de Anatomia Veterinária

Músculos mastigadores

Índice de imagens

O músculo temporal, o músculo masseter e os músculos pterigoides formam o grupo de músculos mastigadores (Figura 1.12). Compartilham a origem embrionária, já que derivam do arco faríngeo I, e inervação, pois são inervados por ramos do nervo mandibular. Todos levantam a mandíbula e estão envolvidos, portanto, no fechamento da boca. O músculo digástrico, embora no ponto de vista ontogênico não pertença estritamente ao grupo, auxilia com os músculos mastigadores.
 

M. temporal (Figuras 1.9, 1.12, 1.13)
Origina-se na fossa temporal e se insere nos processos coronoides da mandíbula (Figura 1.13).
Função: Levanta a mandíbula.
Inervação: Nervo mandibular.


M. masseter (Figuras 1.3, 1.12)
Origina-se no arco zigomático e na parte caudal do osso maxilar e se insere na fossa massetérica da mandíbula. O direcionamento das fibras diferencia as porções superficial (que é a maior), (Figura 1.14) e profunda (Figura 1.15).
Função: Levanta a mandíbula.
Inervação: Nervo mandibular.

Mm. pterigoides (Figuras 1.16, 1.17)
Os músculos pterigoides estão dispostos medialmente à mandíbula. O m. pterigoide medial é o maior, e também o mais rostral dos dois. Origina-se na fossa pterigopalatina do crânio e se insere na fossa pterigoidea da mandíbula e na face medial do processo angular. O m. pterigoide lateral é muito menor e está situado caudalmente ao m. pterigoide medial (Figura 1.17). Origina-se na face lateral do osso esfenoide e se insere na face medial do côndilo da mandíbula.
Função: Ambos os músculos levantam a mandíbula.
Inervação: Nervo mandibular.

M. digástrico (Figuras 1.3, 1.8, 1.18)
Origina-se no processo paracondilar do occipital e se insere na borda ventral da mandíbula. Possui dois corpos musculares (caudal e rostral) separados por uma interseção tendinosa que, no caso do cão, nem sempre é bem identificável (Figura 1.18).
Função: Abre a boca.
Inervação: A dupla inervação do músculo é a amostra de sua dupla origem ontogênica. O nervo facial inerva o corpo caudal (que deriva do arco faríngeo II). O nervo mandibular inerva o corpo rostral (que deriva do arco faríngeo I).

Músculos Mastigadores

M. temporal (Fig. 1.9, 1.12, 1.13)

M. masséter (Fig. 1.3, 1.12)

Mm. pterigoides (Fig. 1.16, 1.17)

M. digástrico (Fig. 1.3, 1.8, 1.18)